Entrevista com o autor: R. Costac

Olá, pessoal! Tudo bem? Eu entrevistei o autor R. Costac, que escreveu o livro O Círculo de Pedra e vim mostrar pra vocês como é que foi. O Ricardo foi um amor de pessoa! Super gentil, simpático e atencioso. Pra quem ainda não leu o livro do autor, aqui vai um recado: LEIA! Vale muito a pena! Pra quem quiser saber mais sobre o livro leia a resenha aqui no blog e não se esqueça de adicionar o livro no skoob! Confiram a entrevista:


(NLL) Eu li "O Círculo de Pedra" e simplesmente me apaixonei! É uma aventura de tirar o fôlego. Como surgiu a ideia para o livro?
(Autor) A ideia para escrever o livro é uma imensa mistura de tudo que eu já li sobre História, Arqueologia, Mitologia e, é claro, um pouco de imaginação. Tudo começou quando, para entreter meus filhos ainda pequenos, eu inventava estórias as mais variadas. Acho que criei centenas delas, algumas tão ruins que eu nem tenho coragem de recontar. No entanto , outras dessas estórias foram a inspiração inicial para escrever O Círculo de Pedra.

(NLL) Demorou mais ou menos quanto tempo para terminar de escrever O Círculo de Pedra?
(Autor) Um ano a meio de idas e vindas pelas páginas originais. Surgia uma nova ideia pela página 400 e lá ia eu fazer alterações no início do texto. Isso aconteceu muitas vezes, porém foi uma empolgante experiência.

(NLL) Conte um pouco pra a gente de como foi sua busca pela publicação!
(Autor) Foi árdua e até decepcionante. Algumas editoras nem respondem se aceitam ou não publicar o livro. É um mercado muito disputado. As editoras recebem toneladas de originais todas as semanas, e muitos desses originais são descartados sem sequer serem lidos. Imagino quanta obra de qualidade já foi jogada fora e quantos autores iniciantes desistiram de escrever por causa disso. Hoje estou convencido que é preciso ser muito perseverante para seguir em frente. No meu caso, enviei os originais para uma dez editoras. Apenas duas responderam. E uma se predispôs a editar O Círculo de Pedra desde que eu arcasse com parte dos custos da publicação. É claro que eu topei.

(NLL) Dentre os lugares e povos que os personagens do livro visitaram, qual seria o seu favorito?
(Autor) Adoro todos. É bem verdade aquela história que diz que o autor ama todos os seus personagens como se fossem filhos. No entanto, eu sempre tive um fascínio por Paleandrus, a misteriosa cidade deserta e sua colossal Kelatzandrus, a gigantesca estátua de pedra. Eu ficaria fascinado se um dia pudesse andar pelas suas ruas desertas, visitar os seus templos e contemplar seus chafarizes e jardins, sob os olhos atentos do Cnandauro.

(NLL) Quando decidiu se tornar um escritor? Sempre teve paixão pela escrita ou isso surgiu há pouco tempo?
(Autor) Desde muito pequeno eu adorava ler. Mas a minha leitura ficava restrita aos livros acadêmicos de História e Geografia (por sinal acabei me formando nestes dois cursos). A minha paixão pela ficção começou há pouco tempo, uns dez anos mais ou menos, influenciado por um amigo que fez pós-graduação comigo em História, e que por sinal é um escritor muito talentoso. Antes, confesso, eu não era muito ligado em literatura ficcional (quanto tempo eu perdi por pensar dessa forma). Do prazer em ler livros assim e me interessar em escrever, foi muito rápido. De início, minha escrita era um desastre, e admito que não é uma maravilha, mas venho estudando bons escritores que é uma ótima maneira de se evoluir.

(NLL) Você tem algum personagem favorito? Por quê?
(Autor) É muito difícil para mim escolher um personagem favorito. Ao criar os personagens, acredito, o autor entrega um pouco da sua personalidade, sonhos, desejos e frustrações a cada um deles, mesmo os vilões da trama. Mas pensando bem, tenho uma admiração pelo guerreiro Rhuror. Vejo-o como um homem bom, justo e atencioso e ao mesmo tempo como um lutador feroz, fiel aos amigos e até cruel para com os seus inimigos. O segundo volume mostrará mais dele.

(NLL) De onde vem sua inspiração?
(Autor) Boa parte dela vem, como já havia comentado, do meu conhecimento acadêmico. Mas não é só isso. Para criar as minhas estórias, eu preciso entrar nelas, vivenciá-las. E como faço isso? Bem, pouco antes de dormir, na escuridão do quarto, eu entro no meu mundo, imaginando e vivendo as aventuras como se eu fizesse parte da estória a ser escrita. E quase como num passe de mágica os personagens, cenários e situações vão surgindo aos poucos. É uma experiência muito interessante no processo criativo.

(NLL) Se pudesse modificar algo em O Círculo de Pedra, mudaria alguma coisa? O quê?
(Autor) Acho que nada. é como se cometesse uma traição para com os personagens que criei. Acredito que depois que o livro é tornado público, não pertence mais totalmente ao seu criador. Seria uma falta de consideração também com os leitores. Aquele mundo agora está lá, ocupando aquele lugar naquele tempo, para sempre. E você, Camila, mudaria alguma coisa? Tenho muita curiosidade em saber.
(NLL) Não! Amei o livro do jeito que ficou e não alteraria nada. Mesmo porque não teria criatividade e competência ao seu nível pra me arriscar a meter o dedo na obra!

(NLL) Já tem uma previsão para o lançamento do próximo volume?
(Autor) A previsão é para o final de 2013, porém outras atividades que exerço me atrasaram um pouco na produção do segundo e último volume, mas estou me esforçando ao máximo para que os atrasos sejam minimizados.

(NLL) Ricardo, quais são seus projetos para 2013?
(Autor) Além de terminar o épico O Círculo de Pedra, paralelamente estou projetando o próximo livro que também fará parte do gênero Literatura Fantástica o qual adoro. Este próximo trabalho até já tem título: "O Enigma de Erik". em primeira mão para o NO LIMITE DA LEITURA e seus seguidores. Mas outros estão na fila de produção. São seis livros até agora com início, meio e fim, prontos para serem escritos.

(NLL) Poderia dar alguma dica para um futuro escritor?
(Autor) Existem alguns cursos bastante interessantes sobre Escrita Criativa espalhados pelo Brasil. Eles ajudam ao escritor iniciante como exercitar e colocar em prática o processo criativo. Também existem alguns livros que ensinam os primeiros passos para quem quer começar a escrever. O primeiro que eu li e achei muito legal é o VOCÊ JÁ PENSOU EM ESCREVER UM LIVRO? da Sonia Belloto. É simples mas bem objetivo, direto e divertido. Mas é fundamental que o aspirante a escritor leia, leia e leia muito. Escreva, escreva e escreva ainda mais. E não desista dos seus sonhos de um dia ver seu livro publicado. É difícil, mas no dia em que você puser as mãos no seu livro pronto, admirar a bela capa que você imaginou, puder sentir aquele perfume de livro novo, folhear as suas páginas, chegará a indiscutível certeza de que valeu muito a pena.

(NLL) Deixe seu recado aos fãs! (E neste grupo eu me incluo)
(Autor) Para aqueles que gostam, como eu, da Fantasia, de viajar por mundos fantásticos, de viver estórias extraordinárias, convido-os para visitarem lugares maravilhosos povoados por seres nunca antes vistos, lugares que farão os apaixonados pela Fantasia viajarem por vastos territórios repletos de magia, mistério e muita aventura. A esses eu digo: Bem vindos ao O Círculo de Pedra. Bem vindos ao meu mundo!

Bom, pessoal! Espero que tenham curtido a entrevista! Adorei conhecer um pouco mais de "O Círculo de Pedra" e sobre o R. Costac. E vocês? Gostaram?

Beijos e comentem!


29 comentários:

  1. É realmente triste o modo como os autore brasileiros são tratados... E quem não tem dinheiro para arcar com os custos da publicação? Infelizmente são muitos...
    O NLL tá chick heim??! Recebendo as notícias em primeira mão! Kkkk...

    ResponderExcluir
  2. Que legal, adoro quando temos uma boa oportunidade de aproveitar uma literatura nacional! Gostei muito da entrevista, suas perguntas foram realmente as necessárias, que matam as nossas curiosidades! Parabéns :D

    ResponderExcluir
  3. Curti.. gostei muito da entrevista.. saber mais sobre o autor.. um pouco como foi a experiencia de publicar um livro.. gosto muito de ler,mas a muito tempo não me aventuro a escrever nada.. agora que tá chegando as férias vou ver se consigoo ler mais.. e tirar um tempinho pra escrever também..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era exatamente isso que eu queria fazer. Um tempo pra escrever... Pena que as férias já tão no fim e eu ainda tô no comecinho do projeto :-0

      Excluir
    2. Era exatamente isso que eu queria fazer. Um tempo pra escrever... Pena que as férias já tão no fim e eu ainda tô no comecinho do projeto :-0

      Excluir
  4. a parte que eu mais eu gostei foi a da dica para futuros escritores, o/
    doida para ler esse livro(eu)
    littlelavignerheart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila!
    Confesso que ainda não li o livro, porém após ler a sinopse fiquei bem interessada, a história parece ser interessante. E adorei a entrevista, o autor realmente é muito simpático.

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente é a nossa realidade, esse descaso com autores nacionais, enquanto com internacionais é uma briga para publicar :s
    Mas gostei da força e determinação do escritor, e ainda não o conhecia.
    Mas pretendo fazer isso muito em breve (:
    Curti as partes que ele fala do próprio livro como um amigo, alguém próximo. Ou como ele disse: cada personagem, um filho.
    Parabéns pela elaboração das perguntas, é exatamente o que sentimos ao ler um livro, e nunca é a mesma coisa que procurar no Google XD

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da entrevista e tens razão: O ricardo é muito simpático!
    Eu também curti a Cidade Deserta Paleandrus e ficava com medo do ''jardineiro'' avançar no grupo ou o mesmo quebrarem algo.
    Acho que foi um dos trajetos mais difíceis deles!
    Se eu fosse mudar, mudaria mais ou menos o começo... Achei meio cansativo.
    E o final foi digno de aplausos!! Adorei!
    Parabéns pela entrevista querida.
    Beijos
    Gabriel - Corações de Neve

    ResponderExcluir
  8. Também já fiz uma entrevista com o autor, só que em vídeo. Ele é bem simpático, não?

    Eu gostei +/- do livro dele, achei o começo bem legal por causa do mistério que envolve a escola e eles investigando e tal, mas quando eles vão para a outra dimensão já fica chato porque acaba com todos os mistérios e não gostei das aventuras do outro mundo. :/

    Beijokas flor!
    Blog da Mylloka

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Mylla! Acho que você é a primeira pessoa que eu vejo que pensa assim :O

      Excluir
  9. Achei o Ricardo muito simpático e a entrevista, somada a algumas ótimas resenhas que li, me deixou curiosa quanto ao livro dele. Adoro uma boa fantasia e fiquei com vontade ler *o*

    Gih,
    atualizado, comenta?
    Jeito Inédito

    ResponderExcluir
  10. Bem legal a entrevista! As perguntas são bem semelhantes com as que faço nas minhas entrevistas...pensamentos parecidos!^^ ADoreiii o livro parece ser interessante.
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  11. confesso que concordo com a Mylla no inicio achei bom misterioso e tal , mas depois naum achei tão bom!

    ResponderExcluir
  12. Que legal a entrevista, adorei. Ainda não li o livro dele, mas parece ser interessante.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Muito boa a entrevista. Parabéns pelo 'furo' literário.

    ResponderExcluir
  14. Ele é super fofo e parece ser muito inteligente'
    Gostei dele,,, agora vou ver a obra" rs
    Parabens pela entrevista
    http://anamenires.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adorei a entrevista e agora estou mais curiosa para ler o livro.
    Já o tenho na minha estante graças a uma troca que fiz com a blogueira jaqueline!!!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Amei a entrevista!
    Eu li e fiz resenha desse livro, para mim é 5 estrelas, amei mesmo!!
    me lembrou em vários momentos o senhor dos aneis, mas um motivo para amar o livro.
    Só é uma pena que aqui no Brasil é muito dificil conseguir publicar seu livro, ainda bem que o Ricardo conseguiu!

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
  17. Muito legal essa coluna. ensina e motiva aos jovens escritores que sonham chegas ao sucesso do ricardo por exemplo. COntinue fazendo essa coluna tão legal e parabens ao ricardo.

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito da entrevista. Continue assim, entrevistando os autores, estpu sempre acompanhando! beijos

    ResponderExcluir
  19. Tenho uma curiosidade de ler o livro deste autor, que o livro dele faça muito sucesso.

    ResponderExcluir
  20. Eu um ano atrás eu não conhecia praticamente nenhum livro brasileiro fora queles que a gente lê na escola, e achava que não tinha nenhum que prestasse, O Círculo de Pedra esta entre os livros que me fez pensar como o meu pensamento era idiota, tem muitooos livro bom, muitos mesmo e é uma pena que muita gente não saiba disso.
    Beijos, Giu

    ResponderExcluir
  21. Adorei essa entrevista, e é muito importante ele falar para os novos escritores persistirem em publicar os livros. Ainda mais os nacionais que são desvalorizados.

    ResponderExcluir
  22. Conheço o livro, mas nunca fui muito com a cara dele. Não me chamou atenção. A entrevista é legal pra conhecer um pouco do trabalho do autor e mais da vida, quem é e etc... Mas o livro não me chamou atenção =/

    ResponderExcluir
  23. Ai eu amo entrevis com autor..tao bom poder saber mais deles!


    amanda.valverde2@hotmail.com

    ResponderExcluir
  24. Adorei a entrevista. Super atencioso ele, não? Li o livro e amei, super feliz que a continuação sai no final desse ano \o/ E fiquei animada com esse outro livro que ele está escrevendo.
    Concordo com ele quando disse que muitos originais maravilhosos são descartados sem nem serem lidos =/ Vamos torcer para que essa realidade mude.

    www.resenhasealgomais.com.br

    ResponderExcluir
  25. Eu já conhecia o livro de vista mais nunca o li, a história me pareceu ser muito boa como vc mesma disse, muito original.
    A entrevista ficou ótima, o autor me pareceu ser muito gente boa rs... eu gosto de saber como foi a trajetória de autores tanto internacionais como nacionais, mas principalmente dos nacionais, pois sabemos o quão difícil é ter a oportunidade de mostrar a sua obra aos leitores.
    Meus parabéns a vc Camila por conduzir essa ótima entrevista e meus parabéns aos autor Ricardo, desejo a ele muito sucesso e com certeza lerei o livro.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar sua opinião! Beijos!

 
No Limite da Leitura © Copyright 2013 | Design por Camila Darc | Todos os direitos reservados.