Meu Amor, Meu Bem, Meu Querido

Autora: Deb Caletti
Editora: Novo Conceito
Páginas: 240


Ruby era uma garota boa e inocente, até o dia em que encontrou Travis e sua moto no início do verão. Daquele momento em diante Ruby se tornou a rebelde, a incontrolável e a aventureira, mesmo que lá no fundo ela não fosse nada disso. Sendo conhecida como a Garota Calada no colégio, Travis era o sopro de vida que ela buscava, no entanto, era um sopro de vida um tanto mortal.

Enquanto Ruby se afogava em cada vez mais problemas por causas de suas aventuras irresponsáveis guiadas por Travis, ela também tinha que lidar com sua mãe, Ann, que após descobrir que seu pai, que tinha saído de casa há 10 anos, estava voltando com uma péssima notícia, tinha se perdido e entrado em uma profunda depressão.

Em busca de salvação para ela própria e para a filha, Ann arrasta Ruby para o Clube do Livro, formado pelas Rainhas Caçarolas, mesmo que o grupo não fosse formado apenas por mulheres. É então que elas descobrem que a protagonista da trágica história de amor que estão lendo, na verdade é uma das participantes do grupo. As Rainhas Caçarolas se mobilizam para unir o casal novamente e fazer um final feliz. Era essa a aventura segura e sem homens envolvidos que mãe e filha precisavam, e isso irá lhes proporcionar uma boa viagem com quatro velhinhos até a Califórnia.

Apesar das muitas resenhas negativas que li sobre este livro (muitas mesmo) decidi dar uma chance a ele e tirar minhas próprias conclusões sobre essa história. E a verdade é que, não sei se foi devido às minhas baixíssimas expectativas quanto ao livro devido a sua má fama, ou se foi porque o livro realmente tem um valor que não foi reconhecido, o fato é que, independente do motivo, Meu Amor, Meu Bem, Meu Querido me impressionou.

Gostei da forma como Deb criou Ruby, uma personagem que faz tantas besteiras que chegam a deixar o próprio leitor torcendo contra ela, mas tudo em função do amor, ou melhor, daquilo que ela assume ser o amor. Deb desenvolveu seu enredo todo mostrando os diferentes tipos de amor, aquele ciumento, o irresponsável, o destrutivo, o passageiro, e aquele pra toda a vida. Gostei muito de Ruby por ela não ser o tipo de mocinha que não consegue mudar o bad boy, mas sim que ela tem duas escolhas: ou aceita Travis do jeito que ele é, ou vai embora.

Infelizmente, tenho que concordar com todos aqueles que disseram que a narrativa de Deb é um pouco parada demais. Talvez por o enredo envolver um Clube do Livro e um grupo de pessoas idosas beirando os 90 não fosse realmente possível que a autora desenvolvesse mais ação. O problema foi que isso fez do livro ficar um pouco cansativo em algumas partes e, apesar de não ter achado a narrativa um porre em nenhum momento, confesso que a leitura praticamente se arrastou do início ao fim, dando a impressão de que por mais que eu lesse não terminaria nunca.

O ponto forte do livro é a Peach, a senhora mais boca aberta que eu já encontrei em um livro. Ela pode ter cabelos grisalhos e dores na coluna, mas se recusa a aceitar a idade, é a mais ágil e encrenqueira de todos, tem um vocabulário repleto de palavrões e vive contanto mentiras. Enfim, o oposto do que se espera de uma vovó! Confiram a história das Rainhas Caçarolas que me conquistaram!
Eis o que Peach, uma das Rainhas Caçarolas, diz sobre os homens, as mulheres e o amor: sabe aquela cena de Romeu e Julieta em que ele está debaixo da sacada olhando pra ela? Um dos momentos mais românticos da história da literatura? Peach diz que de jeito nenhum Romeu iria confessar sua devoção por Julieta. A verdade é que Romeu estava apenas tentando olhar a calcinha dela. (Página 26)
(...) Pensei, então, que muito da vida era sobre ter e não querer ou querer e não ter. (Página 135)
Beijos e comentem!

23 comentários:

  1. Eu também já li muitas resenhas negativas sobre Meu Amor, Meu Bem, Meu Querido, tanto que nunca tive muita vontade de ler. A sua me convenceu a dar uma chance pra ele rs se tiver oportunidade vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance mesmo, Cris. É bom você tirar suas próprias conclusões :D

      Excluir
  2. Eu nunca li resenhas muito boas sobre este livro e confesso que isso me influenciou muito em não comprar o livro a alguns dias atrás, mas depois da sua ( que é maravilhosa *-*) fiquei com vontade de ler! :D
    Parabens!

    Estou seguindo e já curti a página do blog também (:


    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ariádne, muito obrigada pelo elogio, fico feliz que tenha gostado. As Rainhas Caçarolas são muito divertidas, tenho certeza que vai gostar :D

      Excluir
  3. Eu detesto quando as narrativas são cansativas, isso me faz abandonar o livro com bastante frequência. :(
    Não sei quando vou ler esse livro ainda, mas espero que seja logo, só pra tirar minhas próprias conclusões.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Não consegui ver nenhuma resenha positiva desse livro, o que me desanimou totalmente a ler. Narrativa cansativa não dá, mesmo em um livro tão pequeno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naty, no início ela é um pouco cansativa, porque o romance entre Ruby e Travis é uma droga, mas as Rainhas Caçarolas compensam muito!

      Excluir
  5. Oi Camila! Eu achei o começo bem arrastado e se fosse ficar preso no romance de Ruby eu acho que não teria curtido a leitura, mas quando a autora inseriu o clube de leitura, a história deu uma guinada e acabei gostando do livro, tal como você li sem expectativas, mas valeu a pena.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida, tive exatamente a mesma impressão que você! Sem tirar nem pôr haha
      Beijos

      Excluir
  6. Também não vi muitas resenhas positivas e isso me desanimou de ler esse livro, mas com a sua resenha quem sabe não resolvo dar uma chance e tirar minhas próprias conclusões.
    Não gosto de narrativas cansativas pq fico com preguiça de continuar lendo e levo um tempão para terminar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. May, muitas pessoas realmente falaram muito mal deste livro, mas eu não o achei tão ruim assim, pelo contrário, até peguei um certo carinho pelas Rainhas Caçarolas :D

      Excluir
  7. Nossa só de ler a sinopse deu para perceber, que a história foi inspirada no romance do italiano Federico Moccia, mais conhecido pelo filme Tres metros sobre el cielo.
    Não encontrei até agora uma resenha TOTALMENTE positiva =S

    Estou seguindo o blog, ele é muito bonito.
    Beijos
    http://slothreaders.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafaela, não sabia sobre isso aí não :O Que legal! Vou procurar sobre esse filme haha
      muito obrigada pelo elogio, vou passar no seu também :)

      Excluir
  8. Camila gostei muito da sua opinião sobre o livro, vc apresentou os pontos positivos e negativos. Quero ler sim, mas não como prioridade.
    Gosto da capa \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que gosto, linda! :D
      Acho que você iria gostar bastante deste livro :D
      Beijos

      Excluir
  9. Oie,
    menina eu tb não gostei tanto desse livro. Esperava algo leve e divertido.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura, Vanessa! :/ A maioria não gostou mesmo não, mas como eu li não esperando nada dele, acho que isso ajudou :D
      Beijos

      Excluir
  10. Aaaaah é um livro que quero muito muito ler.

    ResponderExcluir
  11. Acho linda a capa, o título e a sinopse. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  12. Oi Camila!
    Diferentemente de você, nem me impressionar o livro conseguiu! rs
    Detestei a Ruby durante boa parte do livro; ela é uma adolescente altamente irritante e inconsequente.
    Nenhuma personagem me marcou e a história... Nem ouso comentar!
    Fico contente que de alguma forma você gostou, não muito, mas o suficiente.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  13. Eu tenho esse livro, mas ainda não li....
    Também vi resenhas ruins sobre ele e estou esperando um tempo pra ler, acho q a narrativa ser parada vai me incomodar um pouco, mas ainda assim vou lê-lo..

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li esse livro porque a maioria das resenhas que li dele não foram animadoras, mas como o ganhei recentemente, pretendo dar um chance a ele e lê-lo!!

    ResponderExcluir
  15. Depois de ler a resenha fiquei pouco animada para ler o livro.
    Mas, desde o lançamento eu já não tinha me interessado mto por ele mesmo.

    :/

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar sua opinião! Beijos!

 
No Limite da Leitura © Copyright 2013 | Design por Camila Darc | Todos os direitos reservados.