Quando uma Garota entra em um Bar

Skoob

    Autora: Helena S. Paiga
    Editora: Novo Conceito
    Páginas: 241

Tudo começa com uma pergunta cruel: Qual calcinha vestir? Você tem várias opções: a modeladora (que deixa sua barriga chapada, mas que impede sua respiração), a fio-dental roxa e sexy, a calcinha folgada, porém confortável, ou ainda, se você for ousada o suficiente, nenhum delas. A escolha da calcinha é só uma das muitas escolhas que o leitor terá que fazer, mas qualquer que seja o caminho que ele irá escolher com certeza levará a uma noite prazerosa.

Este é um livro com uma estrutura completamente inovadora. Ao contrário de tudo o que você já leu, quem protagoniza Quando uma Garota entra em uma Bar é você. Sim, você é a mulher sexy e poderosa que vai embarcar em uma noite quente e selvagem. O livro é narrado em terceira pessoa, mas ao invés da autora escrever “Fulana entrou no bar”, ela escreve “Você entrou no bar e...”, o que deixa o livro incrivelmente pessoal.

Além dessa intimidade entre o leitor e a estória, outra inovação que encontramos na narrativa é que, na realidade, quem faz o final é você. A autora te dá mais de um caminho, mas é você quem escolhe qual deles seguir. Explicando melhor: em um determinado ponto a autora escrever que você está em um bar com a opção de ir embora ou paquerar o barman, então, ao final do capítulo, ela diz “Se escolher ficar vá para a página X. Se resolver encerrar a noite, vá para a página Y”. É dessa forma que decorre a estória, você vai lendo e escolhendo quem será a sua conquista da noite: o barman, o sushiman, o executivo, o fotógrafo, a modelo, o segurança ou o astro de rock (acho que não esqueci ninguém).

O início você já conhece: Está se arrumando para uma noite em um bar com sua amiga, Melissa, escolhe a calcinha que mais te chamou a atenção e sai de casa. Porém, enquanto você está sentada no bar, recebe uma mensagem de Melissa avisando que ela não poderá te encontrar, e é aí que começam suas opções: você vai atrás do táxi ou vai ficar pra mais um drink e ver no que dá? Como é cada um que faz o seu próprio início, meio e fim neste livro, eu não posso narrar pra vocês o que vem a seguir, no entanto, posso garantir que será algo muito prazeroso.

Já está mais que claro que a premissa de Quando uma Garota entra em um Bar é totalmente fora do comum e, só por isso, já merece a atenção do leitor. Mas, além disso, as aventuras narradas pela autora devem ser ressaltadas com três palavras: quentes, sexies e variadas. Tem pra todos os gostos. E quando eu digo todos os gostos, quero dizer todos os gostos mesmos. Você pode escolher entre o clichê, o selvagem, o virgem, o cômico e decepcionante, ou até mesmo a mulher, entre outros. Independente do seu gosto, todas as versões da sua noite narradas pela Helena S. Paige são dignas de respeito e muito bem descritas e detalhadas.

Se o livro não recebeu nota maior foi por dois motivos. Primeiro, encontrei muitos erros de português no livro e, como as autoras não são brasileiras, tenho certeza de que o problema veio da revisão, o que fez o livro perder um pouco do prestígio que ele estava conquistando tão bem. Já o segundo motivo é um pouco mais pessoal, que talvez muita gente vá pensar diferente de mim. O que me deixou incomodada na narrativa foram algumas situações absurdas que surgiram no decorrer do enredo. Claro que o objetivo era criar uma cena erótica, mas não precisava forçar tanto a situação pra que os personagens acabassem na cama. Afinal, quem, em sã consciência, iria para o quarto de um desconhecido somente pra lavar um vestido sujo de bebida? QUEM? Sério, gente, pessoas normais lavam a roupa em casa, ué! Alguns dos motivos que levam a personagem a fazer certas coisas são fracos e não condizem com a realidade, e mesmo que eu seja capaz de fazer o final, não posso mudar o que a autora escreveu. Então acabo tendo que engolir.

Mas, enfim, fora esses pormenores, gostei muito da criação das autoras. Pra quem não sabe, o pseudônimo Helena S. Paige pertence às três autoras: Helen Moffett, Sarah Lotz e Paige Nick. Não espere que a estória tenha grandes relevações e dramas, muito pelo contrário, o livro será uma saída de emergência pra quem está cansado do ‘comum’ e, o melhor de tudo, você pode construir uma narrativa diferente por dia, sem precisar ler o livro todo de uma vez. A cada vez que você pegar Quando uma Garota entra em um Bar irá encontrar uma aventura totalmente nova.

Beijos e comentem!

26 comentários:

  1. Nunca tinha ouvido nada sobre esse livro, mas me pareceu realmente interessante, pois ele acaba sendo vários livros em um, já que permite a escolha de caminhos, também me faz lembrar a época em que era uma leitora de Fics, e eu amava ser a protagonista da estória (meio narcisista)hhehe!

    Muito boa a resenha Camila!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patrícia, tb já fui apaixonada por fics e com ctz me senti dentro de uma haha

      Excluir
  2. Eu vi esse livro em outros lugares, mas somente a capa e tal, e não me interessei na época.
    Quando li aqui sobre ele fiquei meio na dúvida, por um lado parece ótimo pela interação com o leitor... por cada um poder escolher o final, e por outro achei que não seria legal o fato de coisas completamente absurdas acontecerem só pra conseguir fazer com que o final de tudo acabasse na cama (realmente, lavar vestido sujo na casa de um desconhecido é completamente fora do normal, e ninguém faria isso a meu ver).
    Mas agora posso pensar em dar uma chance ao livro, quem sabe! haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi, vc disse td o que eu penso. O livro realmente tem potencial por ser algo novo, mas as coisas absurdas me deixaram mto desanimada. E olha que o vestido é só uma das partes absurdas kk

      Excluir
  3. Resenha maravilhosa! Parabéns.
    A leitura deve ser muito gostosa, mas forçar a barra com situações irreais só para dar andamento na história é complicado, dá um desgosto...rsrss
    Quando eu vi este livro pela primeira vez pensei que fosse algo no estilo autoajuda...hehee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahah Bianca, nao tem NADA a ver com autoajuda, como você pôde ver kkk
      que bom que curtiu a resenha, obrigada! *-*

      Excluir
  4. kkkk Prefiro não comentar.. Como assim eu entrei?? realmente ela inovou e apesar de detestar livros assim, kk me chamou atenção, eu gostei, só não tenho idade pra ler ele ainda, kkkk mais que se dane, li 50 tons d cinza e olha que la tem muita putaria, e eu detestei o/
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk Baby, tem algumas cenas neste livro que fazem estilo 50 tons, mas você não é OBRIGADA a ler elas, vc pode simplesmente escolher outro final :) essa é a parte boa haha

      Excluir
  5. Eu adorei a capa do livro e nem deu pra perceber que era erótico, depois fui saber mais e descobri isso kkk tenho apenas curiosidade para ler, mas não pretendo comprar e ne correr muito atrás dele. Ótima resenha ;)
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cath, eu tb nao fazia ideia de que o livro era erotico até ver o "18" no cantinho superior da capa. haha
      beijos

      Excluir
  6. Olá Camila!Eu já tinha lido uma resenha deste livro e a opinião das duas resenhas são bastante diversas.E isto me chamou atenção.
    Olha eu me interessei por este livro por ele nos dar uma forma de escolha,interagindo com o leitor.Isso sim é bastante interessante,mesmo ele tendo pontos negativos creio que irei rir muito com esta leitura.E por este motivo que estou muito afim de ler!

    Amei a resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, esse bem o tipo de livro que nao agrada a todos, mas espero que vc aproveite a leitura :D

      Excluir
  7. Oiee Camila...
    Nossa eu não imagina que o livro fosse assim... Gostei muito da ideia, realmente diferente de todas as leituras que já fiz... Pelo o que você comentou parece ser um diário seu, mas escrito por uma outra pessoa... (não sei, essa foi a ideia que tive)
    E uma lástima os erros de português, realmente incomodam na hora da leitura...
    Agora mais ansiosa para a chegada do meu hehehe

    Beijão
    Lylu P.
    Relíquias da Lylu
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana, vc entendeu exatamente como q é o livro, o exemplo do diário é perfeito!

      Excluir
  8. Nossa, eu jamais imaginei que fosse possível um livro ser assim. Completamente inovador, com certeza a genialidade da autora a levará muito adiante no ramo da Literatura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gunnar, exatamente o que eu pensei. Vou algo que eu nunca imaginei encontrar!

      Excluir
  9. Gostei super desse livro!! só o titulo já me deixou super curiosa, a resenha me ganhou logo no começo!! Incrível! Eu com certeza quero esse livro!!

    ResponderExcluir
  10. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh morri com essa de que a protagonista é a gente! Pedi esse livro para a Novo Conceito e não me mandaram :'(

    Beijinhos.
    Helana,
    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lana, disseram por aí q qem nao recebeu o livro ainda vai receber um kit dele, o que me deixa pensando: droga! kkkk
      beijos

      Excluir
  11. Eu curti a capa e achei a sinopse interessante.
    É um tipo de leitura que eu curto, mas pelo visto ele tem alguns defeitos...
    Vamos ver quando o meu chegar em casa =D

    Beijocas,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Menina, estou morrendo de vontade de ler esse livro. Vai ser uma das minhas próximas leituras =) Parece ser uma leitura bem rápida.

    Abraços,
    Marinah | Blog Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  13. Oi Camila!
    Essa estrutura narrativa é muito interessante, li alguns livros assim na adolescência (anos 90 hehe!), mas eram livros de aventura e fantasia inspiradas nos jogos de RPG, é muito legal poder mudar o rumo da história. Não sei como seria essa experiência com um erótico, de toda forma encontrar erros de revisão na leitura "tira o tesão" de qualquer um!
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  14. Não fiquei tão animada, quando li sobre o lançamento desse livro, mas agora depois de ler sua resenha, minha opinião mudou totalmente. Nunca tinha visto em nenhum livro e adorei a ideia das autoras, de nos dar a possibilidade de escolhermos o rumo que a trama ira tomar. Já ta na lista.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa! Não imaginava que seria uma narrativa assim, imagina escolher algo e ficar curiosa para saber que consequências essa escolha trará? Fiquei com vontade de ler agora. Concordo com você em relação ao vestido, algumas coisas simplesmente não descem rs e uma pena terem tantos erros na revisão :(

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  16. Eu gostei de confirmar que o livro tem finais diferentes. Tinha lido que não importa a escolha o final era o mesmo e não tinha gostado disso. u.u
    O livro parece ser bem legal mesmo e né, posso ler uma história a cada dia na semana! Ele é reutilizável! xD

    ResponderExcluir
  17. Nossa que diferente mesmo!! Não sabia que ele era estruturado assim, fiquei com vontade de ler agora. Mas acho que ia ler tudo de vez pra saber logo o que acontece em cade escolha dela/minha.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar sua opinião! Beijos!

 
No Limite da Leitura © Copyright 2013 | Design por Camila Darc | Todos os direitos reservados.